Entenda os princípios do aquecimento a gás

Quem tem aquecimento a gás em casa sabe o conforto que é sempre ter água quentinha no chuveiro e até mesmo nas torneiras. Mas você já se perguntou como funciona o sistema para que a água chegue assim até o ponto de consumo? Confira nosso post e entenda os princípios do aquecimento a gás.

Funcionamento do aquecedor a gás

conheça mais sobre aquecimento a gás

O princípio do aquecimento a gás funciona de modo simples, bem parecido com o fogão a gás. Basicamente, os aquecedores contam com um queimador, envolvido por uma serpentina, onde circula a água a ser aquecida.

Para alimentar a chama, que aquece a água, é utilizado o gás natural (GN) ou o gás liquefeito (GLP), popularmente conhecido como gás de cozinha.

Se o aquecedor for mecânico/convencional, o controle dessa chama é feito manualmente. Já o digital, por sua vez, regula a chama automaticamente, por meio de uma placa eletrônica.

Existem dois princípios de funcionamento do aquecedor a gás: de passagem e por acumulação.

Aquecedor de passagem

A água passa pela serpentina, entra em contato com a chama na câmara de combustão e vai sendo aquecida gradualmente por esse fogo, enquanto faz seu trajeto rumo à torneira, ducha ou onde for seu ponto de consumo.

Esse sistema é acionado sempre que você abre o chuveiro ou torneira a gás e não necessita de um reservatório.

Aquecedor por acumulação

Já no aquecedor por acumulação, o boiler, a água é aquecida de forma contínua dentro de um cilindro e fica ali até que seja aberto o chuveiro, por exemplo. O controle do aquecimento é feito por um termostato, que garante que ela esteja na temperatura certa para ser enviada para a sua ducha.

Diferente do aquecedor de passagem, a chama do aquecedor por acumulação fica acesa constantemente. O cilindro, por sua vez, conta com um revestimento térmico para conservar esse calor produzido.

A quantidade de litros de água aquecida depende do tamanho do reservatório. É sempre importante lembrar que esse tipo de aquecedor necessita de um espaço maior para abrigar o reservatório.

Quais são as vantagens e desvantagens do aquecedor a gás?

Os aquecedores a gás são conhecidos por sua capacidade de oferecer duchas confortáveis, com temperaturas maiores e mais estáveis. Saiba sobre manutenção de aquecedores a gás neste link.

Se você ainda não tem esse sistema de aquecimento em sua casa e está em dúvida se é a melhor opção para a sua residência, confira as vantagens e desvantagens da instalação a gás:

Vantagens

  • Banhos mais confortáveis;
  • Possibilidade de ter água quente na casa toda;
  • Temperatura de água mais alta e mais estável, se comparada a do chuveiro elétrico;
  • Economia na conta de luz;
  • Segurança – os aparelhos mais modernos contam com acendimento automático, termostato e sensor de chama;
  • Possui uma durabilidade de 10 a 15 anos.

Desvantagens

  • Necessita de manutenção periódica, ao menos uma vez ao ano, que precisa ser feita por uma empresa especializada e autorizada pelo fabricante do aparelho;
  • Necessita de uma pressão entre 15 a 10 metros de água para que tenha um funcionamento em plena capacidade;
  • Custo mais alto de instalação, se comparado a um chuveiro elétrico.

 

E você, já tem aquecimento a gás em sua residência ou está pretendendo ter? Compartilhe com a gente nos comentários!